Aviso:

Aviso:

9 de março de 2016

Waldo Vieira encontra o médium Zé Arigó fora do corpo



ADVERTÊNCIA OPORTUNA

28 de setembro de 1979, sexta-feira. Terceiro sono, deitei-me do lado direito às 2h 22min da manhã, depois de breves exercícios. Os aparelhos dependurados na parede do quarto de dormir marcavam 24 graus de temperatura, tempo variável e umidade 75%. Estes dados são anotados visando àqueles que desejarem estudar as relações entre a atmosfera e a base física da decolagem das projeções.

A autoconsciência voltou-me entre várias consciexes (seres extrafísicos) que afirmaram levar-me a visitar distrito extrafísico distante. E, realmente, depois de passar por diversos lugares e diferentes atmosferas, atingi a entrada de uma colônia destinada ao tratamento de parapsicóticos.

Após algum tempo, apareceu repentinamente no ambiente uma consciex alegre, vibrátil e plena de vitalidade, que reconheci imediatamente como sendo José Pedro de Freitas, o famoso e inesquecível sensitivo, Arigó.

A minha comoção irrepressível foi enorme. Depois de algum tempo de refazimento da intraduzível emotividade e acalmia dos pensamentos, ia lembrar à consciex Arigó as notícias correntes a seu respeito na atualidade terrestre, como o telefonema do Eli, seu irmão consanguíneo, semanas atrás; o longa-metragem sobre a sua vida que está sendo rodado nos Estados Unidos e dezenas de outros assuntos, quando atravessou os pensamentos e, na sua maneira característica, cortou-me rápido:

- Não! Não falemos dessas coisas! Não me sinto bem falando de mim. A vida intrafísica é um pouco complicada. Quero falar sobre suas projeções. Então, você é desses pijamudos que andam por aí e que têm quiabo no psicossoma? Vamos, conta lá!

Tentei mostrar a ele que era simples subalterno na condição de aprendiz dos Amparadores, envergonhado sempre com os sofríveis desempenhos apresentados no serviço que requer dedicação e vontade de acertar, mas ele interrompeu a elaboração de minha conversa mental.

- Sabe, Waldo, me disseram por aqui que você saiu voando que nem doido com seu filho. E outras coisas. Vou lhe dar um recado: - Leve os trabalhos a sério. A projeção consciente e os efeitos físicos estão na raiz de tudo. Sabe que tive muitas projeções na minha vida, mas não houve tempo de ligar muito. A minha vida foi muito atribulada. Não seja assim, leve o negócio a sério. É por aí que a gente pode aprender mais.

Nisso chegou outra consciex para se entender com ele que, deu para observar, atendia com paciência e compreensão; apresentando-se mais moço e magro; de Arigó mesmo não tinha nada, mostrava-se brilhante na inteligência e nos pensamentos ágeis e agudos. Não estava na condição de enfermo ali, mas sim como assistente dos trabalhos de socorro médico extrafísico em função ativa. Nem lembrava o homem que descartara o soma, instantaneamente, em acidente automobilístico numa estrada de rodagem.

Depois de certo período, e a conversação retomada, procurando receber e gravar as observações feitas por Arigó, este pareceu-me desejar encerrar a entrevista, ao lastimar fraternalmente:

- Bem que queria volitar com você numa beleza de lugar que conheço, mas, você sabe, não posso. Estou em serviço.

E vieram as despedidas. Deixo aqui a consignação dos agradecimentos à consciex Arigó e aos Amparadores que me permitiram esse encontro inesquecível de tanta significação, com a advertência oportuna, motivo de muita ponderação para mim e análise dos fatos sobre os erros de omissão, precipitação no processo de aproveitamento da existência intrafísica e do intercâmbio das projeções.

xxx

Logo depois do despertar, sobrevieram-me as lembranças da projeção séria e surpreendente da noite que, estranhamente, se deu em paz sem qualquer sinal da "campainha" de chamada do cordão energético. O relógio assinalava 4 horas e 13 minutos da madrugada. No quarto de dormir só se ouvia o barulho do aparelho de ar condicionado vindo da sala do escritório.


Capítulo 28 do Livro Projeções da Consciência. 
Autoria de Waldo Vieira.


* Download desse texto - link
* Download do livro Projeções da Consciência - link